Cidades Resilientes: artefatos e aprendizagens gerados em Porto Alegre

Esta semana, o livro "Cidades Resilientes: artefatos e aprendizagens gerados em Porto Alegre" organizado por Daniel Pacheco Lacerda, Luiz Henrique Pantaleão e Douglas Rafael Veit foi lançado pela Editora Prisma. Leia abaixo, o resumo disponibilizado na contracapa do livro e saiba mais sobre os projetos que viraram um livro! 

"De acordo com a Fundação Rockefeller, é evidente o crescimento em frequência, impacto e escala dos incidentes e desastres sejam eles decorrentes da natureza ou até mesmo da ação humana. Desta forma, com a capacidade de propagação destas situações de risco a todos os sistemas e regiões geográficas, as cidades encontram-se, atualmente, em grande parte despreparadas para responder, resistir e se recuperar de desastres. Esta afirmação é preocupante uma vez que o peso maior destes eventos, como por exemplo os impactos das alterações climáticas e ameaças a saúde pública, recai sobre pessoas vulneráveis e que possuem menores condições de lidar com essas situações e, por consequência, levam mais tempo para se recuperar. 

Neste sentido, este trabalho é o resultado do conjunto de projetos desenvolvidos em 2015 pelos doutorandos da disciplina de Modelos de Gestão e Projeto Organizacional (MGPO) do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção e Sistemas (PPGEPS) da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), a partir do convite da direção do Centro Integrado de Comando da Cidade (CEIC). Como objetivo, visa aproximar o ambiente da administração ao ambiente acadêmico para desenvolvimento conjunto de projetos na área da gestão pública, mais especificamente acerca do tema resiliência. 

Nesta parceria, o CEIC atua como laboratório para o desenvolvimento de conhecimento aplicado a problemas e situações reais, uma das bases centrais do modelo adotado na elaboração da referida disciplina. Desta forma, foram realizados quatro projetos: 

  • Revisão Sistemática da Literatura sobre cidade resilientes, apresentando as publicações destacadas sobre o tema. 
  • Mapeamento dos Macroprocessos e Processos do CEIC: Identifica e executa mapeamento dos Macroprocessos do Centro Integrado apontando as principais interfaces e detalhando alguns processos críticos. 
  • Tipologia de Eventos e Interfaces com os Órgãos da Prefeitura de Porto Alegre: Desenvolve uma estrutura de eventos e incidentes como um mecanismo de auxílio na tomada de decisões baseadas em cenários. 
  • Arquitetura dos Sistemas de Informação: Define uma plataforma inteligente de monitoramento e acompanhamento dos eventos incidentes, promovendo a integração das informações dos diversos órgãos que compõem o Centro Integrado de Comando.

Cada um destes projetos pode servir de fonte de pesquisa para aquelas cidades que pretendem dar seus primeiros passos rumo a uma estratégia de resiliência. Também, podem trazer mais conhecimento e informação para aquelas cidades que possuem um sistema de gestão de resiliência consolidado e que estão sempre abertas a novas ideias que ajudem a aprimorar os modelos de gestão."

Fico interessado no livro ? Entre nesse link e saiba como adquirir o seu! Boa leitura.