Cultura organizacional: sinergias e alergias entre Hofstede e Trompenaars

Título: Cultura organizacional: sinergias e alergias entre Hofstede e Trompenaars. (Clique para ter acesso ao Artigo Completo)

Resumo: Entre os diferentes elementos a serem considerados na gestão atualmente, os aspectos culturais têm se colocado na centralidade das discussões organizacionais. Essa posição deriva do fato de que a vantagem competitiva sustentável se origina da compreensão, respeito e utilização das diferenças de hábitos, práticas, pontos de vistas e competências. Empresas com atuação local ou global precisam atentar para as características oriundas de seu capital humano. O presente trabalho busca apresentar algumas evidências das implicações culturais a partir do prisma das dimensões culturais. Para isso é realizada uma breve revisão sobre o tema, em seguida são discutidas algumas repercussões para as organizações

Periódico: Revista de Administração Pública (Impresso), v. 45, p. 1285-1301, 2011.

Autores: Daniel Pacheco Lacerda.