Proposição de um modelo baseado em Customer Lifetime Value para a análise de melhorias no sistema produtivo

Título: Proposição de um modelo baseado em Customer Lifetime Value para a análise de melhorias no sistema produtivo. (Clique para ter acesso Artigo Completo)

Resumo: Este artigo propõe um modelo para analisar melhorias no sistema produtivo à luz do valor do cliente para a empresa. Para isso, apresenta um modelo que agrega variáveis advindas do processo produtivo, do mercado consumidor e de métricas do marketing. Os três pilares de sustentação do modelo são os clientes, com suas necessidades e percepções em relação aos produtos e serviços; as características atribuídas pela produção; e as regras para análise do impacto da adoção de diferentes melhorias no sistema produtivo sobre o valor vitalício dos clientes atuais (CLV). Além disso, um modelo de escolha discreta (logit) é proposto como o integrador entre a produção e o marketing. O método de pesquisa utilizado foi composto de quatro etapas: levantamento de referencial; construção do modelo conceitual; aplicação em um caso; análise e discussão. Como resultados, observa-se que, havendo disponibilidade de informações e tempo para sua condução, o modelo contribui para a identificação de melhorias que contemplem simultaneamente a visão de produção e a de sustentabilidade financeira.

Periódico: Gestão e Produção (UFSCar), v. 18, p. 285-298, 2011.

Autores: Luis Felipe Riehs Camargo, Guilherme Luis R. Vaccaro.

The Influence of Adaptation and Standardization of the Marketing Mix on Performance: a Meta-Analysis

Título: The Influence of Adaptation and Standardization of the Marketing Mix on Performance: a Meta-Analysis. (Clique para acessar o Artigo Completo)

Resumo: This article analyzes the relationship between strategies of standardization and adaptation of the marketing mix and performance in an international context. We carried out a meta-analysis on a sample of 23 studies published between 1992 and 2010. The sample was analyzed based on measures of the effect size (ES) – or the strength of the relation (Wolf, 1986) – between standardization/adaptation and performance. The results suggest the existence of a medium strength (ES ranging from .133 to .209) for the relationship considered. The results support the existence of a positive impact of both marketing mix adaptation and standardization on performance. However, our results suggest that companies should slightly emphasize the marketing mix adaptation (ES mean = .168) instead of standardizing it (ES mean = .134) when entering in a new international market. Results also indicate that, among the adaptation choices, price (ES = .209) should be the first element of the marketing mix to be adapted, followed by promotion (ES = .155), product (ES = .154), and distribution (ES = .141). Finally, we suggest some new research paths, such as the use of quantitative methods to compare degrees of adaptation to be applied to different segments, regions, and sectors, among other suggestions.

Periódico: BAR. Brazilian Administration Review, v. 8, p. 266-287, 2011.

Autores: Vinicius Andrade Brei, Lívia D'Avilam, Luís Felipe Riehs Camargo, Juliana Engels.

Cultura organizacional: sinergias e alergias entre Hofstede e Trompenaars

Título: Cultura organizacional: sinergias e alergias entre Hofstede e Trompenaars. (Clique para ter acesso ao Artigo Completo)

Resumo: Entre os diferentes elementos a serem considerados na gestão atualmente, os aspectos culturais têm se colocado na centralidade das discussões organizacionais. Essa posição deriva do fato de que a vantagem competitiva sustentável se origina da compreensão, respeito e utilização das diferenças de hábitos, práticas, pontos de vistas e competências. Empresas com atuação local ou global precisam atentar para as características oriundas de seu capital humano. O presente trabalho busca apresentar algumas evidências das implicações culturais a partir do prisma das dimensões culturais. Para isso é realizada uma breve revisão sobre o tema, em seguida são discutidas algumas repercussões para as organizações

Periódico: Revista de Administração Pública (Impresso), v. 45, p. 1285-1301, 2011.

Autores: Daniel Pacheco Lacerda.

Avaliação dos Impactos nos Processos de Negócio pela Adoção de um Sistema Integrado de Gestão: Análise Exploratória em uma Empresa Hoteleira

Título: Avaliação dos Impactos nos Processos de Negócio pela Adoção de um Sistema Integrado de Gestão: Análise Exploratória em uma Empresa Hoteleira. (Clique para ter acesso ao Artigo Completo)

Resumo: O crescimento das empresas no mercado de tecnologia da informação pode ser explicado pela promessa de diminuição de custos e racionalização dos processos organizacionais. Isso é viabilizado, por exemplo, pela implantação de sistemas integrados de gestão (ERP). Desta forma, compreender as possíveis repercussões pela adoção ou troca de um ERP torna-se um campo de investigação relevante. É necessário mensurar não somente os impactos nas atividades, mas também na utilização de documentos, programas, bases de dados e demais itens de apoio às atividades que constituem cada processo da empresa. Nesse sentido, a modelagem dos processos de negócio pode servir como instrumento para avaliar os impactos. Embora diversos autores discutam as repercussões da adoção dos ERP, há uma carência de trabalhos que exponham os impactos nos processos de negócios. Essa carência pode dificultar os argumentos para a sustentação ou crítica da adoção de um ERP em particular ou de diversas implantações, em geral. Assim, o presente trabalho procura apresentar os impactos da adoção de um ERP utilizando o arcabouço teórico da engenharia de processos de negócio, em geral, e da metodologia ARIS (architecture of integrated information systems), em particular. Os resultados obtidos foram promissores e apontam para possibilidades concretas de replicação da metodologia. Aspectos como o gerenciamento de riscos pelo uso conjunto da modelagem de processos e a adoção do ERP ainda merecem atenção. 

Periódico: TPA - Teoria e Prática em Administração, v. 1, p. 18-42, 2011.

Autores: Priscila Ferraz Soares, Daniel Pacheco LacerdaLázaro Ricardo Alves Saliba.

Meta-Modelo para o Dimensionamento da Força de Trabalho

Título: Meta-Modelo para o Dimensionamento da Força de Trabalho. (Clique para ter acesso ao Artigo Completo)

Resumo: A partir do estudo de abordagens quantitativas e qualitativas relacionadas ao planejamento da força de trabalho, estruturou-se um grupo de informações na forma de um meta-modelo, visando contribuir com a tarefa de dimensionamento do quadro profissional das organizações. Este meta-modelo, contempla quatro estilos de governança aplicáveis a um projeto de dimensionamento e as combinações (centralizada ou descentralizada) a serem utilizadas no processo de formalização das decisões dentro das diferentes unidades organizacionais. Também em sua estrutura, consta o sequenciamento necessário para o dimensionamento de pessoal, bem como os diversos elementos que constituem cada uma das etapas. Por fim, sua aplicação leva a construção sistemática de uma base de informações capaz de contribuir para o aumento da assertividade das decisões relacionadas ao planejamento da força de trabalho.

Periódico: Revista de Gestão e Operações Produtivas, v. 1, p. 1-16, 2011.

Autores: Daniel Pacheco Lacerda, Secundino L.H. Corcini Neto, Heitor Mansur Caulliraux.